Loading...

Tag: bots

assistente virtual

Um assistente virtual pode ser mudado com o tempo?

Mesmo que durante o ano passado tenha se falado muito sobre inteligência artificial e chatbots, muitas empresas ainda têm medo de investir em ferramentas tecnológicas, receosas de que em um curto espaço de tempo elas fiquem desatualizadas e precisem de novos investimentos. Por conta disso, várias instituições ainda não adotaram o conhecido chatbot.

Se a sua empresa está passando por essa situação, saiba que não há nada a temer, porque é possível realizar constantes atualizações e aprimorar os assistentes virtuais de maneira rápida e sem muitos mistérios.

Agora vem a dúvida que não quer calar: quando é preciso atualizar um bot?

O mundo se transforma, as pessoas mudam e as empresas também. Logo, é necessário que a tecnologia acompanhe e responda às mudanças de forma rápida e eficiente. Além disso, diversas situações podem exigir que um chatbot seja atualizado. Então, conheça algumas delas:

  • Seu negócio ampliou a oferta de produtos e serviços

Essa circunstância pode ser observada na atuação dos bancos. Se antes eles só ofereciam empréstimos e contas bancárias, hoje eles vendem seguros, planos odontológicos e até serviços de marketing.

Logo, o bot deverá ser utilizado para reconhecer e interpretar as possíveis dúvidas e solicitações que se relacionam com novos produtos e serviços e, então, oferecer soluções adequadas aos clientes que entram em contato por meio do chat.

  • O perfil dos clientes da sua empresa mudou ou se tornou mais amplo

Com o passar do tempo, o perfil das empresas podem mudar. Um bom exemplo disso é a marca americana de tênis Converse, criadora do modelo All Star; no início, as crianças eram seu principal público, porém, essas mesmas crianças cresceram e continuaram usando os tênis da marca.

Desta forma, não apenas os produtos foram mudados (disponibilização de tênis com numeração maior e design diferenciado), mas também a forma como a empresa se comunicava com os seus clientes, e isso vale para companhias de todos os segmentos.

No caso do assistente virtual, sendo usado a favor da sua marca, ele deverá responder corretamente ao novo público e ter sua linguagem adequada, reconhecer novas oportunidades de perguntas, elaborar respostas satisfatórias e que sejam coerentes; até mesmo seu avatar precisará ser atualizado.

  • Você deseja oferecer mais do que um chat aos seus consumidores

Um chatbot pode ser muito mais do que um atendente, ele pode ser um verdadeiro amigo dos usuários interagindo com eles, respondendo perguntas sobre temas variados, falar sobre curiosidades, dar dicas, suporte a professores, alunos e muito mais.

Neste caso, o assistente virtual pode ser atualizado para ter um repertório muito maior de informações e frases, além de estar conectado à internet para completar sua base de dados e memorizar (em curto e longo prazo) a linguagem natural usada pelos usuários para adicioná-la ao seu repertório.

Então, se após ler este artigo você identificou que o bot do seu negócio necessita de uma repaginada e uma atualização bem-feita, entre em contato com a gente e para tomarmos um café juntos.

Consumidor

FORMAS DE GUIAR O CONSUMIDOR POR MEIO DO BOT

Para começar este artigo, precisamos fazer uma pergunta: quando o consumidor entra em contato com a sua marca, o que ele busca? Tirar dúvidas? Suporte? Deseja comprar um produto ou contratar um serviço?

Ao criar um BOT, é preciso pensar em como será a jornada desse consumidor no canal de atendimento. Também é importante ter a consciência do que ele pode buscar quando entra em contato com a sua marca; isso essencial para guiá-lo adequadamente e garantir uma boa experiência.

Pronto! Assim que alinhamos quais assuntos o BOT responderá, definiremos que tipo de fluxo desenharemos. Sendo assim, podemos ter um fluxo aberto ou um fluxo guiado, logo, é necessário entender qual deles se encaixa melhor em cada operação.

Se você ainda não sabe o que significam esses fluxos, nós explicamos. O fluxo aberto permite que o usuário digite e expresse a sua intenção. Este é o tipo de cenário ideal para casos específicos, por exemplo: “Qual é o valor do plano de saúde ‘X’?”.

Aqui entendemos que digitar permite a expressão real da dúvida do seu consumidor, mas nem sempre podemos garantir que responderemos da mesma forma, visto que cada pessoa pode digitar a mesma intenção de uma forma diferente.

Já no caso do fluxo guiado, o usuário também pode expressar sua intenção digitando, mas a ideia é conduzi-lo por meio de botões. E com essa prática, buscamos uma interação mais ágil e assertiva em relação à dúvida do consumidor.

Então, como já sabemos quais são as dúvidas mais frequentes dos nossos clientes, podemos criar jornadas para cada fluxo e oferecer as opções para o usuário logo nos primeiros instantes da interação. Sendo assim, conseguiremos guiá-lo ao longo da jornada e sanar diversas dúvidas comuns entre os consumidores.

E aí, vamos começar a criar agora mesmo um BOT com o fluxo ideal para o perfil dos seus clientes? Fale com a gente!

Assistentes virtuais

ASSISTENTES VIRTUAIS NO VAREJO: COMO ELES TÊM CONQUISTADO O MERCADO?

Daqui a um tempo, não será possível imaginar um mundo sem a presença dos assistentes virtuais. Com o objetivo de auxiliar os usuários a realizarem suas atividades diárias, eles têm ganhado cada vez mais força e espaço em diferentes segmentos, e com o varejo não seria diferente. Muitas lojas já usam os chatbots nos sites e também nas redes sociais, e a perspectiva é de que esse crescimento seja cada vez maior.

Os assistentes virtuais já são uma realidade no varejo, e utilizá-los para aperfeiçoar os serviços é uma garantia não só de permanência no mercado, como também da prestação de um atendimento eficaz e diferenciado.

INVESTIMENTO EM AQUISIÇÃO DE SOLUÇÕES

Hoje em dia, o empresário não pode mais se prender à ideia de  que apenas o investimento em colaboradores competentes é o suficiente; claro que isso ainda é muito importante, mas dar atenção e recursos aos assistentes virtuais no varejo é mais do que necessário. A implantação de um bot para conversar e sanar as principais dúvidas do consumidor precisa ser feita o quanto antes, uma vez que a Inteligência Artificial (IA) é capaz de agilizar uma série de processos e solucionar problemas no atendimento dos seus clientes. Segundo um estudo realizado pelo Gartner, os chatbots convencionais devem ser adotados pela grande maioria das empresas até 2020.

ECONOMIA DE TEMPO E DINHEIRO

Embora a implementação de um bot dependa de um certo investimento inicial, os assistentes virtuais poderão trazer muita economia para o seu negócio em um futuro próximo. Todo o dinheiro investido em uma série de atividades da loja poderá ser realocado, uma vez que esses bots no varejo conseguem auxiliar ainda no papel do marketing, como uma boa forma de divulgação de um serviço eficiente.

NOVA EXPERIÊNCIA DE COMPRA

Com os avanços significativos no mercado da tecnologia, os chatbot,s além de fazerem perguntas e respostas, já podem influenciar diretamente na decisão de compra do cliente, ajudando no aumento das conversões. Isso ainda auxilia para que o nível de confiança na organização cresça perante o cliente.

Fala-se muito sobre os atendentes virtuais acessados remotamente, mas uma das grandes possibilidades para as empresas no ramo do varejo é disponibilizar essa opção também na loja física. Então, além de auxiliar o cliente diretamente no processo de compra, ainda facilita processos internos tornando a experiência dentro da loja muito mais completa.

Quer saber mais sobre essa solução inovadora? Nós estamos prontos para ajudá-lo!